Por Priscila Sampaio

Em 05 de February de 2020

Big Brother Brasil potencializa as redes sociais dos anônimos no universo da influência digital

Big Brother Brasil do ano de 2020 está levando a sério a expressão: “Fogo no parquinho”. Os influenciadores digitais, atores, mágico, médicas ou aspirantes a celebridades estão utilizando todas as técnicas para se manterem visíveis na TV.

Big Brother Brasil e sua influência

Ainda que vivemos na era digital, em que streaming como Netflix, Disney e canais fechados fazem parte da grade de programação de entretenimento de muitas pessoas, a TV aberta influi nos assuntos das redes sociais. 

E os participantes do Big Brother Brasil estão ganhando os trends topics do Twitter. Alguns por destaque em defender o feminismo e outros até mesmo com acusações de assédio.

Mas como tudo isso reflete do perfil dos participantes? Alguns ícones do universo dos influenciadores digitais, como Bianca Andrade, a Boca Rosa, perderam seguidores.

Em 24 horas, do dia 03 para 04 de fevereiro, ela perdeu mais de 230 mil seguidores. 

Enquanto outros, como Marcela Mc Gowan ganhou em um único dia, de 01 a 02 de fevereiro mais de 486 mil novos seguidores.

Impacto no crescimento dos Influenciadores digitais 

Veja abaixo o quanto cada brother está crescendo ou caindo em números de seguidores. Esses dados foram coletados por meio da plataforma Airfluencers. 

1 – Marcela Mc Gowan – 6.897%

Obstetricia Humanizada

2 – Guilherme Napolitano – 1.246%

Modelo e Jornalista.

3 – Babu Santana – 1085% 

Ator e cantor.

4 – Thelma Assis – 647% 

Médica, sambista e bailarina. No início do programa estava com quase 26 mil seguidores. Pulou para 217,7 mil. 

5 – Lucas Gallina – 400%

Fisioterapeuta.

6 – Gizelly Bicalho – 391%

Advogada criminalista.

7 – Victor Hugo – 366%

Psicólogo. 

8 – Petrix Barbosa – 342%

Ginasta e eliminado com 80%.

9 – Flayslane – 246%

Cantora. 

10 – Felipe Prior – 229%

Arquiteto. 

11 – Lucas Chumbo – 228%

Surfista, eliminado com 75,5% do votos.

12 – Handson Nery – 132%

Ex – Atleta de futebol. 

13 – Pyong Lee – 75%

Mágico e hipnotista. 

14 – Gabi Martins – 59,5%

Cantora. 

15 – Manu Gavassi – 46%

Cantora.

16 – Mari Gonzalez – 38%

Youtuber.

17 – Rafaella Kalimann – 37%

Blogueira.

18 – Boca Rosa – 18%

Influenciadora digital. 

Conclusão

As pessoas que não têm ainda uma grande audiência nas redes sociais se beneficiam pela exposição da TV aberta e ainda pela conversa que geram na internet.

Falando mal ou bem do participante, ele gera curiosidade e o aumento de seguidores em suas páginas, mesmo que for para ser tornarem haiters. 

Por isso, reforçamos aos influenciadores digitais que é necessário entender que sua imagem se torna pública e impacta inúmeras pessoas. É preciso pensar em atitudes e consequências.

Conte com a Airfluencers

Influência, dados e performance.