Por Priscila Sampaio

Em 19 de August de 2019

A curadoria terá valor ainda maior com a ocultação dos likes no Instagram

Artigo: Rodrigo Soriano

CEO da empresa de marketing de influência Airfluencers.

Texto publicado originalmente em seu perfil do Linkedin

Recentemente você fez uma campanha usando influenciadores digitais e não obteve o resultado esperado. Questionamentos apareceram e você começou a se perguntar se esta disciplina era realmente efetiva.

Até que você encontrou uma pessoa que tinha tido uma experiência diferente e ele lhe fez uma pergunta:

-Qual foi o seu critério de escolha para definir os influenciadores que fizeram a sua campanha?

-Hum, critério de escolha? Não sei, na verdade é uma agência de influencers e tem as pessoas que queriam fazer a minha campanha e eu usei algumas delas.

-Ah, entendi, elas queriam fazer a sua campanha. Você pagou algo para elas?

-Claro né, nada sai de graça.

-Elas queriam fazer sua campanha de marketing de influência ou o seu dinheiro?

A escolha errada de influenciadores digitais

Isso é extremamente comum hoje em dia, as pessoas tomam decisões sem analisar o propósito que está por trás.

Vou citar um exemplo, mas desta vez com outra mídia – a Mídia Programática (Online).

“Você tem 50.000 reais para investir em midia digital para a sua empresa”

Você pega este dinheiro sobe numa plataforma de midia programática, mas ao invés de escolher as segmentações, definir o target e direcionar sua comunicação, você simplesmente fala:

-Quem quiser esse dinheiro para colocar no seu portal é só pegar. Está aí, é só esticar a mão!

O que você acha que vai acontecer?

Performance? – Não

Alinhamento com seus objetivos? – Não

Risco de Imagem? – Sim

Fraude? – Provável

Você acha que o perfil dos portais/sites que vão pegar o seu dinheiro sem nenhuma curadoria são do seu interesse?

– Não

É exatamente isso que a maioria das empresas faz quando investe em influenciadores!

Pare de LEILOAR as suas campanhas de marketing de influência!

Não podemos ser escolhidos por qualquer um, temos que ir a fundo na curadoria e buscar quem é realmente autêntico. Todo mundo tem o poder de influenciar em um certo nível. Normalmente a pessoa perfeita não é aquela que se candidata a fazer o seu post.

Como diria o Silvio Santos – Quem quer dinheirooooo?

A pessoa perfeita normalmente está onde você menos imagina e muitas vezes ela nem sabe que é uma influenciadora. E é isso que a torna autêntica!

Fazer uma curadoria minuciosa com o uso de dados analíticos é essencial para o sucesso de uma campanha, sair da caixa, olhar com diversas lentes, olhar se o conteúdo é autêntico, se passa credibilidade, se tem afinidade com os valores e o propósito da sua marca. Estamos em um momento onde as pessoas querem transparência e é isso que vai fazer você alcançar os seus objetivos.

Marketing de influência dá muito certo e é extremamente eficaz. Se você cuidar desta disciplina com o carinho que ela merece, não tenho dúvida que você vai performar muito acima de todos os benchmarks do mercado.

É isso que eu vivo na Airfluencers, nossos benchmarks são bem altos e isso é o reflexo de uma equipe incrível que coloca muita energia e foco no momento da curadoria. É Game-Changer!

Abra o olho para essa inversão de valores! Dinheiro não cai do céu.

Se alguém tiver tido alguma experiência nesse sentido, gostaria que compartilhasse comigo.

Rodrigo Soriano

CEO da Airfluencers

Influência, dados e performance

Minibio: Fundador da Airfluencers, é vice-presidente da Associação Brasileira de Empresa de Pesquisa. Com vasta experiência em pesquisas de dados e aplicação de inteligência de mercado para dados sociais, tem na veia o empreendedorismo em start-ups, trabalha à frente de negociações com as marcas, parcerias e estratégias de marketing de influência.

influenciadores digitais