Por Priscila Sampaio

Em 28 de November de 2019

Pesquisa revela o perfil dos seguidores de influenciadores digitais

Pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência fez um levantamento do perfil dos seguidores brasileiros que acompanham algum influenciador digital. 

Atualmente, a penetração de internautas brasileiros é de 70%. Fazendo uma comparação, em 2008 essa penetração era de 34%, em 2015 chegou a 58%.

Seguidores dos influenciadores digitais

Hoje há 230 milhões de smartphones, o que significa que 92% dos domicílios possuem aparelho de celular. 

O acesso à internet pelo computador está em 43% e demonstra queda nos últimos 5 anos. Em 2014, 80% navegavam pela internet pelo desktop.

De acordo com o estudo realizado pelo Ibope Inteligência, 52% dos internautas brasileiros seguem algum digital influencer

Esses seguidores estão distribuídos pelas seguintes regiões: 

60% do Norte;

56% do Nordeste;

52% do Sudeste e Centro-Oeste;

41% do Sul.    

A classe social está dividida em: 

Classe A: 56%;

Classe B: 58%;

Classe C: 48%.

Veja que a quantidade de pessoas por classes sociais está em uma faixa de porcentagem próxima. Logo é errôneo direcionar o conteúdo pensando somente em um tipo de poder aquisitivo. A internet é democrática em relação ao acesso. 

E a faixa etária dos seguidores de influenciadores digitais: 

16 a 24 anos: 75%;

25 a 34 anos: 62%;

35 a 54 anos: 40%;

55 anos ou mais: 25%.

O Ibope Inteligência apresentou esse estudo no evento Youpix Talks, da empresa aceleradora de influenciadores Youpix, do qual a Airfluencers é patrocinadora. Julio Calil, diretor da empresa de pesquisa alertou o quanto é necessário ter atenção para pessoas acima de 55 anos. 

“Há inúmeras ações voltadas para millennials ou para geração Z. Tantos os influenciadores digitais, como empresas focam nesse público. No entanto, esquecem que as pessoas com mais de 50 anos representam 25% e grande potencial de compra”, comentou o diretor do Ibope no lançamento do estudo. 

Por que seguir um influenciador digital? 

Toda pessoa pode exercer influência, impactar um público. Seja por tratar de algum assunto com propriedade ou ter um trabalho visual incrível.

Porém, o conteúdo que gera interesse, vai muito além de um bom clique. Veja o que os seguidores de influenciadores digitais responderam à questão sobre os motivos de seguir um influenciador digital.

Razões para seguir um influencer: 

74% Conteúdo com informação relevante;

53% Ideias ou pensamentos parecidos com os meus;

29% Interagir com os seguidores;

28% Compartilhar suas ideias sem impor como verdade;

28% Ser engraçado;

20% Variedade de assuntos;

18% Ser uma pessoa séria;

17% Temas cotidianos;

10% Sorteio e entrega de brindes. 

Veja que dos entrevistados, 10% responderam que se interessam por sorteios e entrega de brindes. Isso aponta que a falta de relevância sobre assuntos nas publicações, farão o influenciador digital ter menos seguidores

Também fica a dica para as marcas. Não adianta escolher um influenciador porque promove muitos sorteios. A resposta em engajamento e conversão será fraca, enquanto aqueles que se dedicam à produzir conteúdo elaborado, terá mais credibilidade com os seguidores. 

Seguidores por assunto 

Tendo em vista os tipos de assuntos que mais chamam a atenção dos seguidores de digital influencer, foi feita novamente uma avaliação das faixas etárias e os assuntos que preferem. 

As mulheres responderam que preferem os temas engraçados, variedade de assuntos e sorteios e brindes. Enquanto os homens responderam à pesquisa declarando terem mais interesse por um influenciador digital ser uma pessoa séria. 

As mulheres na faixa etária entre 14 e 34 anos, declararam ter mais apreço por ideias e pensamentos parecidos com os delas. 

Já os homens na faixa etária entre 35 a 54 anos, responderam que se interessam por conteúdo com informação relevante. 

Poder de conversão do influenciador digital

O levantamento sobre o comportamento dos seguidores aponta sobre a capacidade dos influenciadores digitais em impactar a audiência para conversão em compras. 

Dos entrevistados, 50% dos seguidores de digital influencer costumam comprar produtos e serviços indicados pelos creators. 

Entre as categorias, a mais declarada é a roupa (26%), seguida por maquiagem (24%), comida (23%), eletrônicos (21%), entre outros. 

Seguidores de viagem

Daqueles que declararam realizar compras por influência de um creator, 35% já visitaram algum lugar indicado por influenciador digital

A Classe A é dominante (53%) até mesmo pelo poder aquisitivo em realizar viagens mais constantes. A faixa etária que apresenta esse comportamento é entre 25 a 34 anos e 40% são pessoas do nordeste. 

Conclusão

Uma das vertentes do marketing é eleger o público-alvo que a marca quer atingir. E então montar estratégias que possam alcançar os objetivos. 

No marketing de influência segue a mesma linha. É necessário eleger um público a ser impactado, mas esse público já existe em alguma audiência de influenciadores. 

Os seguidores estão presentes e atuantes nas redes sociais e as marcas podem criar grandes oportunidades. Mas para isso, é preciso um passo anterior a publicação de conteúdo. É preciso reconhecer quem irá ler o post. 

Assim criar uma comunicação que possa interessar, que será válida para aquele internauta. 

Não atire no escuro. Saiba quais são os seguidores que estão em um canal e assim promover experiência, em vez da velha propaganda empurrada “goela abaixo”. 

Quer trabalhar com influenciadores digitais? Fale com o nosso time de especialistas.

influenciadores digitais

Leia também: 

Marketing de influência